Encontro Anual de Kombis – Curitiba – PR

1899537_742244825805991_1012176085_o

Anúncios

Grande final dos ralis Mitsubishi será em Ribeirão Preto (SP) no dia 9 de novembro

Encerramento da temporada dos ralis de regularidade Mitsubishi Motorsports e de estratégia Mitsubishi Outdoor promete ser repleto de aventuras 4×4

Foto: Adriano Carrapato/Mitsubishi

Foto: Adriano Carrapato/Mitsubishi

Ribeirão Preto (SP) prepara-se para receber a final da temporada 2013 dos ralis Mitsubishi Motorsports, de regularidade, e Mitsubishi Outdoor, de estratégia. No sábado dia 9 de novembro a cidade será palco de disputas emocionantes!

Após etapas em São José dos Campos (SP), Goiânia (GO), Joinville (SC), Penedo (RJ), Curitiba (PR) e Vitória (ES), a Nação 4×4 não vê a hora de se reencontrar para provas repletas de muita aventura. No final, uma grande festa de encerramento, com um show especial, promete fechar com chave de ouro mais um ano inesquecível.

“Encerraremos a temporada com uma etapa especial. Ribeirão Preto nos recebe de braços abertos há anos e temos certeza que será mais um fim de semana para ficar na memória dos participantes”, ressalta Corinna Souza Ramos, diretora de Projetos Especiais da Mitsubishi.

O rali de regularidade Mitsubishi Motorsports leva os participantes para trilhas off road incríveis e oferece uma experiência 4×4 para toda a família. Podem participar L200 e Pajero, versões 4×4, em três categorias: Graduados (duplas mais experientes), Turismo (experiência intermediária) e Turismo Light (duplas iniciantes). O objetivo é completar o percurso no tempo estipulado pela planilha.

“A gente faz provas pelo Brasil inteiro. Saímos do estresse do dia a dia para uma coisa mais leve… É muito relaxante fazer coisas diferentes e testar os limites do seu carro”, conta Marcelo Borsatto, de Belo Horizonte, que participa da competição há 14 anos. “Esse rali é assim, você começa a correr e fica apaixonado. É um desafio que vira diversão”, completa Cleber Luis Caldas.

Além de colocar seus Mitsubishi em trilhas off road, os participantes revem amigos, encontram a família e saem da rotina. “Adrenalina, aventura e fugir do estresse. É por isso que gostamos de vir. Saímos totalmente da rotina, a mente voa. A prova é muito divertida e é um esporte diferente”, explica Helica Arruda, de Belo Horizonte (MG). “Acima de tudo, participamos pelo espírito de competição e a diversão”, concorda Roni Almeida, de Balneário Camboriú (SC).

Na etapa de Ribeirão Preto, a categoria Graduados percorrerá 200km, a Turismo 180km e a Turismo Light, 150km. A prova seguirá por estradas vicinais e passará por Serrana, Altinópolis, Santa Cruz da Esperança, Serra Azul e Cravinhos. “No Mitsubishi Motorsports cada etapa é completamente diferente da anterior. Ninguém é favorito”, afirma Claudia Eymael, que briga pelo título da categoria Turismo ao lado do marido José Carlos.

As duplas colocarão seus valentes Mitsubishi em pisos de areia, reflorestamento, canaviais, pontes e mata-burros. O roteiro tem ainda muita terra, que levanta a poeira vermelha característica da região. “Será uma etapa com muita pilotagem e navegação. Ribeirão Preto é conhecida pelo relevo acidentado, ótimo para trilhas. As duplas com certeza vão se divertir muito”, promete Corinna.

Mitsubishi Outdoor
Já no rali de estratégia Mitsubishi Outdoor, as equipes são formadas por dois veículos, até 10 pessoas e são divididas em duas categorias: Fun, para iniciantes, e Extreme, para equipes experientes. Participam L200, Pajero, ASX e Outlander, versões 4×4.

É a sétima vez que o rali Outdoor, que completou 10 anos em 2013, faz uma etapa em Ribeirão Preto. A prova acontecerá em uma região inédita e promete ser completa, com todo tipo de atividade. “Será uma etapa extensa, com muitas aventuras. As equipes vão precisar se concentrar na estratégia para garantir os pontos”, adianta Corinna.

Com um mapa grande, os competidores terão de traçar a melhor estratégia possível para somar o maior número de pontos. Os participantes passarão por plantações, mata nativa, estradas de terra e de areia. Entre as aventuras, trilha de bike e provas de orientação por GPS estão confirmadas. As equipes devem levar também um refrigerante de dois litros, em garrafa pet, para uma atividade que promete surpreender e divertir.

Em comemoração aos 10 anos do evento, os pilotos do Mitsubishi Outdoor concorrem a uma viagem à Patagônia, no Chile, com acompanhante. Uma verdadeira aventura 4×4!

Campeões serão premiados no Mitsubishi Motorsports
O piloto vencedor do campeonato 2013 na categoria Graduados ganhará uma viagem repleta de aventuras pelo Equador, passando pela capital Quito, com seu peculiar relevo montanhoso e vulcões fascinantes, até o exuberante arquipélago de Galápagos. O roteiro inclui aventuras entre paisagens deslumbrantes e animais raros que só existem no local.

Já na categoria Turismo, o piloto vencedor leva uma viagem para o Kenoa, um eco-chic design resort, em Maceió (AL). Um santuário privativo, com a mata atlântica virgem e o mar azul turquesa como luxuoso cenário.

A melhor dupla feminina na categoria Turismo também leva um prêmio especial: vai explorar o sul da Amazônia, com estadia no Cristalino Jungle Lodge, eleito um dos melhores hotéis do Brasil pela National Geographic Traveler.

Mitsubishi Pró-Brasil – Ação Social
A Nação 4×4 da Mitsubishi também está envolvida no espírito de solidariedade e cidadania. Com a ação social Mitsubishi Pró-Brasil, foram arrecadadas mais de 900 toneladas de alimentos, em doações através das inscrições, desde 1994. Para participar das provas, os competidores fazem a doação de 30 quilos de alimentos não perecíveis e de seis produtos de higiene, por carro, como taxa de inscrição, que serão destinados a associações da cidade.

Acompanhe as novidades dos ralis Mitsubishi através das redes sociais: Twitter (www.twitter.com/nacaomitsubishi) e Facebook.com/MundoMit. Para mais informações acesse http://www.mitsubishimotors.com.br.

Credenciamento de Imprensa
O credenciamento de imprensa para o Mitsubishi Motorsports e Mitsubishi Outdoor pode ser feito por meio do imprensa@mmcb.com.br. Os interessados devem enviar o nome do veículo e os dados completos do jornalista. As confirmações serão feitas via e-mail.

O Mitsubishi Motorsports Sudeste tem patrocínio de Castrol, Itaú, Gol, Clarion, W.Truffi Blindados, Mit Financiamentos, MVC Artecola, STP, Transzero, Unirios, Seara, Redecard, Pirelli, Axalta, Consórcio Embracon e Columbia.

O Mitsubishi Outdoor tem patrocínio de Gol, Centauro, Atlântica/Midori, Clarion, Columbia, Unirios, Transzero, Castrol, Mapfre, Cisa Trading, Brascabos, Pirelli, Pilkington e Axalta.

Programação – Mitsubishi Motorsports e Mitsubishi Outdoor
Etapa de Ribeirão Preto (SP)

8 de novembro – Sexta-feira
Entrega de kits, vistoria, briefing e aula de navegação – 17h às 22h
Local: Taiwan Centro de Eventos
Endereço: Av. Dr. Francisco Guliano, 2710 – Acesso Rod. Ribeirão Preto – Bonfim Paulista, Km 310 – Royal Park

9 de novembro – Sábado
7h30 – Entrega das planilhas para Categoria Graduados e largada do Mitsubishi Outdoor
8h30 – Entrega das planilhas para Categoria Turismo
9h00 – Entrega das planilhas para Categoria Turismo Light
Local: Av. Braz Olaia Acosta, 2000

A partir das 14h – Chegada e almoço de premiação
Local: Taiwan Centro de Eventos
Endereço: Av. Dr. Francisco Guliano, 2710 – Acesso Rod. Ribeirão Preto – Bonfim Paulista, Km 310 – Royal Park

Átila Abreu vence Stock Car em Curitiba

Fora da briga pelo título, ele arriscou tudo e conquistou sua primeira vitória na temporada do Circuito Nova Schin Stock Car. Com o terceiro lugar, Daniel Serra manteve a liderança e agora tem Thiago Camilo como segundo colocado.

Rapidez no reabastecimento foi decisiva para levar Átila Abreu à vitória - Fernanda Freixosa/Vicar

Rapidez no reabastecimento foi decisiva para levar Átila Abreu à vitória – Fernanda Freixosa/Vicar

Curitiba (PR) – Átila Abreu ganhou a décima etapa do Circuito Nova Schin Stock Car, realizada na manhã deste domingo no Autódromo de Curitiba. Esta foi a primeira vitória dele na temporada e a quinta na carreira na principal e mais tradicional categoria do automobilismo brasileiro. O segundo lugar ficou com Thiago Camilo, o terceiro com Daniel Serra, o quarto com Ricardo Maurício e o quinto com Cacá Bueno. Tirando o vencedor, todos os outros quatro brigam diretamente pelo título. Daniel Serra, que chegou a Curitiba com 10 pontos de vantagem para o pentacampeão Cacá Bueno, deixa a capital do Paraná 11 na frente, agora de Thiago Camilo, o novo vice-líder.

Depois de largar na pole – sua terceira na temporada – Átila perdeu a posição para Daniel, que ficou na frente e abriu mais de dois segundos de vantagem. No entanto, na parada para reabastecimento ele voltou atrás de Átila e de Thiago. A vitória de Átila Abreu se consolidou quando ele decidiu ficar mais algumas voltas na pista antes de parar para colocar etanol no tanque do carro. Sem adversários na frente, ele acelerou o suficiente para retornar em primeiro e não deixar mais a posição.

“O mais incrível é que, sinceramente, não esperava que a vitória viesse aqui em Curitiba, pois na corrida passada (Velopark) nosso carro quase sofreu perda total e precisou ser praticamente todo refeito. Como tudo era novo, temia algum problema”, disse.

Antes da prova, Thiago Camilo ocupava o quarto lugar com 141 pontos, três a menos do que o então segundo colocado Cacá Bueno, e deixou Curitiba com a vice-liderança e 11 a menos do que Serrinha. A estratégia de não trocar pneus o levou a ganhar, nos boxes, a posição de Daniel.

“Arriscamos tudo e deu certo por pouco, mas, mais meia volta e eu ficaria sem pneu. Esse resultado foi importante demais porque as duas próximas provas são em circuitos onde a gente anda muito bem, Brasília e São Paulo. Vamos com tudo em busca do título”, disse Camilo.

Sempre comedido, Daniel Serra ficou contente com o resultado que lhe deu um ponto de vantagem a mais em relação ao segundo colocado. Mas ele sabe que até o final do campeonato muita coisa pode acontecer, principalmente com a pontuação dobrada na Corrida do Milhão, dia 15 de dezembro em Interlagos.

“Foi um bom resultado. Claro que cheguei a ter aquele gostinho de vou vencer mais uma, mas no geral foi positivo. Saio daqui com 11 pontos de vantagem para o segundo e com uma corrida a menos para acontecer. Ainda não tem nada decidido, mas é sempre bom aumentar a vantagem. Agora é pensar em Brasília, que foi uma pista em que andamos bem e podemos conquistar mais um bom resultado”, completou o filho do tricampeão Chico Serra.

Briga pelo campeonato

A disputa pelo título do Circuito Nova Schin Stock Car continua intensa, mas agora, depois do encerramento da décima rodada e faltando duas para o final da temporada, somente sete pilotos mantêm chances matemáticas de conquistar o cobiçado troféu. Como estarão em disputa 72 pontos (24 na prova de Brasília e 48 – pontuação dobrada – na Corrida do Milhão, em Interlagos).

Com 102 pontos, Marcos Gomes é o último da lista, pois pode chegar até 174 caso vença as duas e o líder e os outros que estão na frente deixem de pontuar nas duas. Além dele também estão na relação Max Wilson (117), Valdeno Brito (120), Ricardo Maurício e Cacá Bueno (160), Thiago Camilo (171) e o líder Daniel Serra, que tem 172 pontos.

Resultado da décima etapa do Circuito Nova Schin Stock Car:

1) Átila Abreu (Mobil Super Pioneer Racing), 42min22s587, média de 162,18 km/h
2) Thiago Camilo (Ipiranga-RCM), a 2s044
3) Daniel Serra (Red Bull Racing), a 6s809
4) Ricardo Maurício (Eurofarma RC), a 7s167
5) Cacá Bueno (Red Bull Racing), a 7s458
6) Sérgio Jimenez (Voxx Racing Team), a 14s059
7) Marcos Gomes (Carlos Alves Competições), a 16s199
8) Nonô Figueiredo (Mobil Super Pioneer Racing), a 18s288
9) Ricardo Zonta (BMC Racing), a 21s024
10) Valdeno Brito (Shell Racing), a 22s485
11) Rubens Barrichello (Full Time Competições), a 22s959
12) Diego Nunes (RC3 Bassani), a 24s925
13) Popó Bueno (Shell Racing), a 26s785
14) Allam Khodair (Vogel Motorsport), a 31s872
15) Rafa Matos (Hot Car Competições), a 32s608
16) Denis Navarro (Voxx Racing Team), a 33s001
17) Tuka Rocha (BMC Racing), a 34s298
18) Lico Kaesemodel (Boettger Competições), a 46s259
19) Rodrigo Sperafico (Prati-Mico’s Racing), a 48s050
20) Rodrigo Pimenta (Gramacho Competições), a 52s870
21) Vitor Genz (Gramacho Competições), a 52s930
22) Galid Osman (Ipiranga-RCM), a 57s248
23) Julio Campos (Prati-Mico’s Racing), a 1min11s715
24) Max Wilson (Eurofarma RC), a 1 volta
25) Fábio Fogaça (Vogel Motorsport), a 1 volta
26) Ricardo Sperafico (Officer ProGP), a 1 volta
27) Wellington Justino (Hot Car Competições), a 1 volta
28) Felipe Lapenna (Hanier Racing), a 7 voltas
29) Gabriel Casagrande (RC3 Bassani), a 16 voltas
30) Luciano Burti (Boettger Competições), a 19 voltas
31) David Muffato (Carlos Alves Competições), a 23 voltas
32) Alceu Feldmann (Full Time Competições), a 28 voltas

– Beto Cavaleiro e Duda Pamplona foram excluídos por atitude antidesportiva.

Melhor volta: Daniel Serra, 1min20s098, média de 166,07 km/h

Os dez primeiros no Circuito Nova Schin Stock Car
1) Daniel Serra, 172
2) Thiago Camilo, 161
3) Cacá Bueno e Ricardo Maurício, 160
5) Valdeno Brito, 120
6) Max Wilson, 117
7) Marcos Gomes, 102
8) Sérgio Gimenez, 87
9) Rubens Barrichello, 83
10) Ricardo Zonta, 82

A próxima etapa está confirmada para dia 10 de novembro no Autódromo de Brasília, na Capital Federal.

O Circuito Nova Schin Stock Car tem organização e realização da Vicar Promoções Desportivas, com supervisão da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA). A Nova Schin é o patrocinador master da principal categoria do automobilismo brasileiro, dando nome ao campeonato e traz para as pistas a parceria com o Parada Pela Vida, projeto do Ministério das Cidades, que incentiva o consumo responsável de bebida alcoólica. O evento também tem o patrocínio da Pirelli, além do copatrocínio de Shell V-Power Etanol, Bosch, Mobil Super, Pioneer e o apoio da Transzero. As montadoras são Chevrolet e Peugeot.

Mais informações no site: www.stockcar.com.br

Felipe Fraga vence pela quarta vez no Brasileiro de Turismo

Nova vitória leva piloto de 18 anos a reassumir a liderança da categoria formadora de pilotos para o Circuito Nova Schin Stock Car. Próxima etapa será dia 10 de novembro no Autódromo de Brasília.

206135_356437_dub_1407_web_

Curitiba (PR) – Nem mesmo a catapora que o atingiu – somente na quinta-feira foi liberado para correr – foi suficiente para atrapalhar a quarta vitória de Felipe Fraga na sexta etapa do Campeonato Brasileiro de Turismo. O piloto de 18 anos, que levou para casa mais um Troféu Dolly, largou na pole e não deu qualquer chance aos adversários, pois além de se manter na frente, abriu boa vantagem para o segundo colocado, seu companheiro de equipe (W2 Racing), Fábio Carreira. Marco Cozzi, ganhador das outras duas provas de 2013, completou o pódio.

Com o resultado, Felipe reassumiu a liderança da categoria formadora de pilotos para o Circuito Nova Schin Stock Car.  Agora ele tem 108 pontos contra 94 do novo vice-líder Marco Cozzi. O terceiro lugar está com Pedro Boesel, que desembarcou em Curitiba com a primeira colocação do Campeonato Brasileiro de Turismo.

“O médico só me liberou para correr na quinta-feira. Meu carro estava muito bom e manteve a boa velocidade do classificatório. É muito bom retomar a liderança do campeonato, mas ainda faltam duas corridas para o final“, disse o precavido piloto do Estado de Tocantins.

Gabriel Casagrande, que também briga pelo título do Brasileiro de Turismo, teve problemas na largada, caiu para último lugar e fez excelente corrida de recuperação para terminar em nono. Logo depois ele trocou o cockpit do Brasileiro de Turismo pelo do Stock Car e fez sua terceira corrida na temporada da principal categoria do automobilismo brasileiro.

Resultado da sexta etapa da temporada do Campeonato Brasileiro de Turismo

1) Felipe Fraga (W2 Racing), 25 voltas em 37min12s117, média de 148,98 km/h
2) Fábio Carreira (W2 Racing), a 2s906
3) Marco Cozzi (Carlos Alves/J.Star), a 4s634
4) Leandro Romera (J.Star Racing), a 6s718
5) João Pretto (Mottin Racing), a 6s871
6) Wagner Ebrahim (Motortech Competições), a 7s147
7) Norberto Gresse (Nascar Motorsport), a 7s652
8) Felipe Tozzo (Nascar Motorsport), a 9s299
9) Gabriel Casagrande (Carlos Alves Competições), a 9s559
10) Raphael Abbate (Carlos Alves Competições), a 13s943
11) Luiz Ribeiro (Mottin Racing), a 14s234
12) Carlos SG (RKL Competições), a 22s564
13) Marcos Garcia (RKL Competições), a 1 volta
14) Pedro Boesel (Hot Car Racing), a 3 voltas
15) Tito Morestoni (Motortech Competições), a 5 voltas
16) Mauri Zaccarelli (Hot Car Racing), a 8 voltas
17) Fernando Fortes (J.Star Racing), a 22 voltas

Volta mais rápida: Felipe Fraga, 1min25s476, média de 155,62 km/h

Os cinco primeiros no campeonato de pilotos

1) Felipe Fraga, 108 pontos
2) Marco Cozzi, 94
3) Pedro Boesel, 93
4) Gabriel Casagrande, 92
5) Norberto Gresse, 80.

Calendário do Campeonato Brasileiro de Turismo

2 de junho – Brasília – DF
16 de junho – Cascavel – PR
11 de agosto – Ribeirão Preto – SP
1º de setembro – Cascavel – PR
15 de setembro – Velopark – RS
20 de outubro – Curitiba – PR
10 de novembro – Brasília – DF
15 de dezembro – Interlagos – SP

Mais informações no site www.brasileirodeturismo.com.br

O Campeonato Brasileiro de Turismo é patrocinado pela Dolly, Pirelli, Shell-VPower com recursos da Lei Federal de Incentivo ao Esporte e da Pirelli. O campeonato é um evento da CBA, organizado em parceria com a Vicar e a Marques & Marques.