MESSERSCHMITT, MOTORES, AVIÕES, MOTOS E CARROS

Em fevereiro de 1916, no Sul da Alemanha, a empresa de engenharia MAN AG estava falida e foi comprada pela empresa construtora de aviões Otto-Flugzeugwerke, começando uma nova empresa chamada Bayerische Flugzeugwerke AG (B.F.W).

Com o início da 1ª Grande Guerra a empresa fabricou sob licença o Albatros Flugzeugwerke, para suprir as necessidades de guerra dos ministros da Prússia e Bavaria (Na época equivaliam a nossos governadores atuais).

Porém os primeiros modelos apresentaram sérios problemas de construção, já tinha acontecido isso antes com Gustav Otto (Filho do Nikolaus Otto, o criador do que chamamos de Ciclo Otto) quando dirigia a empresa.

Albatros_F-2
Albatros F-2
gustav-otto
Gustav Otto

Depois disso a empresa passou por profundas mudanças organizacionais e intensa supervisão nas linhas de montagem, resolvendo todos os problemas de qualidade ainda em 1916.

A BFW montou mais de 200 aeronaves por mês, com mais de 3000 trabalhadores, foi a maior manufatura de aviões da Bavaria.

Com o final da guerra, a demanda por aeronaves militares entrou em colapso, a empresa teve que direcionar sua produção para outros produtos se reposicionando no mercado.

A empresa tinha em estoque material para construção de 200 aeronaves que valiam na época 4,7 milhões de Marcos, foi então que usaram as máquinas e materias para a construção de móveis de cozinha. Em 1921 a BFW fabricou motocicletas (Flink e Helios).

No outono de 1921, o investidor austríaco Camillo Castiglioni, anunciou que queria adquirir a BFW, foi apoiado pela outra empresa alemã BMW,  mas outra empresa a MAN AG acionista da BFW foi contra a aquisição, Camilo acabou por comprar a empresa e se tornou o único dono.

Camillocastiglioni
Camillo Castiglioni

Em 1926 a BFW foi reformulada e em 1927 Willy Messerschmitt ingressou na empresa como designer-chefe e engenheiro e formou uma equipe de design.

220px-Bundesarchiv_Bild_146-1969-169-19,_Willy_Messerschmitt
Willy Messerschmitt

Um dos seus primeiros projetos foi o Messerschmitt M20, mas muitos protótipos caíram, inclusive matando o chefe da Deutsche Luft Hansa, além de outras autoridades da aviação alemã.

Me_M_20_D-2290_456x220
Messerschmitt M 20

Isso levou a  BFW ter todos os contratos cancelados e entrou em falência em 1931, com o programa de rearmamento alemão e a amizade com Hugo Junkers impediu que sua carreira terminasse, em 1933 a BFW voltou a ativa, mas Messerschmitt não podia adquirir totalmente a empresa até 1938, por isso a designação “Bf” nos primeiros projetos.

Foi então que o engenheiro introduziu um conceito chamado de “construção leve”,  onde várias peças que eram separadas foram fundidas em uma única parte reforçada, economizando peso e melhorando o desempenho, o primeiro modelo a ter este conceito foi o Bf 108 Taifun.

Messerschmitt_Bf-108_Taifun,_Midland,_Texas
Bf 108 Taifun

Com base neste desempenho a empresa foi convidada para o concurso de um novo caça alemão e venceu com o Bf 109.

 

Bf109labusch

Bf 109

Então a empresa se tornou favorita do partido nazista e a fábrica do sul da Alemanha se tornou a Messerschmitt AG em 11 de julho de 1938, com o Willy Messerschmitt como presidente, daí os projetos mudaram a designação inicial de “Bf” para “Me”.

Durante a Segunda Grande Guerra a Messerschmitt foi a principal fornecedora alemã durante a primeira metade da guerra com os projetos Bf 109 e Bf 110, alguns projetos foram condenados como o planador de transporte Me 321 Gigant e o avião de transporte de 6 hélices Me 323.

Messerschmitt-me-321a-1-glider-02
Aeroplano Me 321

Flugzeug Me 323 Gigant

Avião de Transporte Me 323

Depois da primeira metade da guerra a Messerschmitt direcionou seus projetos para aviões a jato, Me 262  Schwalbe e o Me 163 Komet. Durante a guerra estes aviões foram feitos com mão de obra escrava em fábricas dentro de montanhas, na Áustria e Polônia, em túneis, muitas pessoas foram assassinadas de diversas nacionalidades.

Me_262_flight_show_at_ILA_2006_(cropped)
Me 262 Schwalbe, primeiro avião a jato operacional do mundo.
messerschmitt-me163-komet_15
Me 163 Komet

Alguns outros modelos fracassaram como o Me 210, quase levou a dissolução da empresa, depois os problemas foram resolvidos no modelo Me 410,  mas poucas unidades foram construídas, todo o esforço foi para a construção do Me 262. Messerchmitt também trabalhou no projeto Me 264 V1 Amerikabomber, mas tarde de mais para ser posto em prática.

Me_210_w_trzech_rzutach

Me 210

Messerschmitt-Me410-WWII-Nazi-Fighter-Inflight

Me 410

Schwerer Bomber Messerschmitt Me 264 V1

Me 264 V1 Fernbomber,

Com a derrota alemã na Segunda Grande Guerra, a empresa foi proibida de construir aviões, foi então que novamente a empresa procurou outros produtos para poder continuar funcionando, desenvolvendo o projeto de carro Kabinenroller KR175 e KR200, projetado pelo engenheiro aeronáutico Fritz Fend. O carro foi fabricado de 1955 até 1964.

Messerschmitt_KR175_01
Kabinenroller KR175
stock-photo-36399214
Kabinenroller KR200

Kabinenroller KR200 Super

Além dos carros a empresa construiu casas pré-fabricadas em 6 de junho de 1968 a Messerschmitt AG se fundiu com a Bölkow, pequena empresa de aviação civil e adquiriu posteriormente a Hamburguer Flugzeugbau (HFB), se tornando a Messerschmitt – Bölkow – Blohm (MBB), foi assumida pela empresa DASA (EADS Germany) que agora faz parte do grupo da Airbus.

Anúncios

GP da China, saiba como foi

largada-gp-da-china-2016-divulgacao_677617

As disputas começaram durante a largada, Daniel Ricciardo conseguiu tomar a dianteira de Nico Rosberg, Sebastian Vettel tocou no seu companheiro de Ferrari Kimi Raikkonen, o tirando da pista, que o fez perder algumas posições. Enquanto isso, no final da fila, Lewis Hamilton perdeu o bico do seu carro na largada, fechado pelo brasileiro Felipe Nasr, da Sauber.

Na 3ª volta, a Mercedes de Nico Rosbergultrapassou a Red Bull de Daniel Ricciardo por conta de um pneu furado. Os treinos que antecederam a prova de hoje pareciam um presságio quanto aos furos de pneus. Quem não queria saber das confusões eram os carros da Force India, que pularam para a 2ª e 3ª posições.

O Safety-Car ntrou na pista para limpar os detritos deixados pelas colisões, corrida frenética aos boxes para trocar pneus com direito a ultrapassagem do alemão Sebastian Vettel dupla na entrada dos boxes, fez lembrar o Senna com suas tiradas rápidas, lembrando que é proibido em bandeira amarela, que era o caso.

Quem não foi para os boxes é que se deu bem, conseguiram ganhar posições, como o Felipe Massa da Williams e Pascal Wehrlein da Manor. Na 9ª volta foi dada a relargada.

Daniil Kvyat da Red Bull conseguiu ultrapassar Felipe Massa, Vettel ultrapassou a Mclaren de Alonso, que também não tinha parado nos boxes, sem resistência alguma do espanhol.

Vettel não foi punido na ultrapassagem na entrada dos boxes, e sim o também alemão da Force India Nico Hülkenberg, os comissários entenderam que o Nico estava propositalmente lento na frente do pelotão.

Rosberg passeou sozinho na frente enquanto seu companheiro de equipe Hamilton buscou posições, uma atrás da outra, mas parou no braço de Felipe Massa.Na volta 43,  Ricciardo conseguiu ultrapassar Hamilton e em seguida o Felipe Massa.

Foi uma corrida e tanto, as posições terminaram assim:

  • 1º     –   Nico Rosberg – Mercedes
  • 2º     –   Sebastian Vettel – Ferrari
  • 3º     –   Daniil Kvyat – Red Bull
  • 4º     –   Daniel Ricciardo – Red Bull
  • 5º     –   Kimi Raikkonen – Ferrari
  • 6º     –   Felipe Massa – Williams
  • 7º     –   Lewis Hamilton – Mercedes
  • 8º     –   Max Verstappen – Toro Rosso
  • 9º     –   Carlos Sainz Jr – Toro Rosso
  • 10º   –   Valtteri Botas – Williams
  • 11º   –   Sergio Perez – Force India
  • 12º   –   Fernando Alonso – Mclaren
  • 13º   –   Jenson Button – Mclaren
  • 14º   –   Esteban Gutiérrez – Haas
  • 15º   –   Nico Hulkenberg – Force India
  • 16º   –   Marcus Ericsson – Sauber
  • 17º   –   Kevin Magnussen – Renault
  • 18º   –   Pascal Wehrlein – Manor
  • 19º   –   Romain Grosjean – Haas
  • 20º   –   Felipe Nars – Sauber
  • 21º   –   Rio Haryanto – Manor
  • 22º   –   Jolyon Palmer – Renault

http://br.blastingnews.com/esporte/2016/04/gp-da-china-foi-marcado-por-disputas-alucinantes-por-posicoes-00881959.html