Entrementes…  

OldRockers

Fato curioso como o mundo dá voltas não é mesmo? Tão grande e ao mesmo tempo tão pequeno, tão contínuo, rodando sobre seu próprio eixo através dos tempos, ele girando e a gente parado. Me peguei analisando essa situação no último sábado, quantas voltas o mundo deu até aquele instante de sábado a tarde? Impossível dizer pois não foi computado de quando a quando, só ficou a pergunta sem a resposta e a satisfação do ocorrido.

Depois de um período exato de 40 dias, voltamos a ensaiar com a banda numa tarde de sábado, esse tempo sem ensaios pareceu uma eternidade, pensei que não lembraria mais das notas, mas a cabeça ainda funciona, mesmo que parcialmente. Pelo tempo sem tocar com a banda, o entrosamento diminuiu, não é possível negar isso, mas a vontade era tão grande que isso não foi empecilho. Afinados os instrumentos, retirado o pó do armazém, ligados os amplificadores a coisa rolou como nas antigas, e como isso é bom!

Legal do mundo dar voltas é que nesse ensaio tivemos a visita de um camarada das antigas, o qual já foi motivo de inspiração, ele era vocalista da banda de rock da cidade. Me lembro de ir aos shows dessa banda, tocavam Guns, Raulzito, Creedence e muitos outros nomes do rock. Hoje esse vocalista, grande radialista, está em trabalho solo, fazendo acústicos pela região e como sempre, esbaldando talento e tendo um repertório digno de um rockeiro.

Nunca, mas nunca imaginei em minha vida que ele, o vocalista da banda sensação da cidade nas antigas um dia iria aparecer no nosso ensaio para curtir e tomar uma gelada com a gente. E o melhor de tudo isso é que não tem aquela história do cara vir para bisbilhotar, não senhor não nesse caso. Ele veio porque realmente é amigo da gente, foi camarada nas antigas e continua sendo até hoje. Há certas pessoas que mesmo os tempos mudando, mesmo o mundo dando voltas continuam sendo as mesmas pessoas, envelhecem sendo elas mesmo, mantendo a sua essência, não mudam, conservam os valores, respeitam as amizades, não ficam arrogantes com o sucesso, não competem nem segmentam por ter estilo diferente de fazer som. São os caras das antigas, nos moldes de antes, onde se preza a amizade, o bom convívio, o caráter, a retidão.

Muito bom poder olhar a roda do tempo e ver que o tempo não alterou a pessoa, o seu jeito continua o mesmo, bom também aproveitar o tempo para ensaiar com a banda novamente!

 

Um Ford Abraço.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s