Amizade não tem preço!

unnamed

E lá vamos nós para mais um texto, outra história, mais um fato! Dessa vez com um sorriso no rosto, um gosto de Jack Daniel´s e satisfação de se ter amigos verdadeiros!

Havia um probleminha na caixa do Maverick, a terceira marcha estava acavalada e bem, eu não dei jeito na situação (o que já era de se esperar), parecia que a coisa toda rumaria para a morosidade do tempo, da espera pela chamada do mecânico, pelo visto eu ficaria um bom tempo sem andar com meu velho amigo de quatro rodas. Ficaria mesmo, se não fosse a amizade e a camaradagem do Fontana.

Amigo já de longa data, resolveu me fazer uma visita e ao contar para ele o acontecido, prontamente resolveu me salvar. O Fontana é maverickeiro também, além de um excelente mecânico de automóvel, um dos fundadores do Automóvel Clube Sarandi e roqueiro. Eis que na sexta feira a noite ele chega, depois de rodar mais de 400 km de Sarandi até Curitibanos, trazendo com ele a Renata e o João Gabriel, além da caixa de ferramentas, macaco, soldador e um presente para mim: Um bloco de V8 pra uma futura mesa de centro.

Pela manhã de sábado o Fontana já cedinho vai arrumar o Maverick, instalar a ignição entre outras coisas para a tarde eu ajudar ele com a caixa. Meio dia chego em casa, almoçamos e vamos tirar o Maveco da garagem para erguer ele, calçar os pneus, suspender o carro o mais alto possível do chão para entrar por baixo, soltar o cardan, esvaziar o óleo da caixa e remover a mesma. Minha nossa, que trabalho, haja macaco hidráulico, fôlego, cepo, roda de estepe para servir de calço (crianças, não façam isso em casa!) e contorcionismo.

Entrementes a sorte ajuda e a experiência salva. Já com tudo pronto para baixar a caixa, o Fontana tenta uma alternativa, eis que era o que ele suspeitou! Uma borrachinha rachada em um guia do cebolinha da ré travou e fez acavalar os bracinhos (achou complicado? Eu resumo: ele achou o problema). Beleza, só precisava comprar um litro de óleo 90 e apertar novamente todos os parafusos, inclusive recolocar o console em seu devido lugar bem como o cardan. Justamente quando ele vai apertar o U da cruzeta do cardan, uma porca espana e para nossa injúria era 5/16 rosca fina, onde é que acharíamos isso na tarde de sábado? Após tentativas frustradas de telefonemas encontramos uma mecânica agrícola (é época de safra, colheita a pleno vapor por aqui) de plantão, foi a nossa salvação. Voltamos e terminamos de montar, colocar óleo na caixa, e baixar o carro. Depois de todo esse trabalho saímos para ver o resultado do trabalho.

Nem é preciso dizer que o resultado foi o melhor possível, ficou a caixa melhor do que antes, e com a ignição instalada, o Maveco voltou a ser ele novamente, melhorou a partida a frio, até o ronco é outro, a resposta do acelerador melhor, estamos quase lá, mais alguns acertos e tudo volta a ser como era nas antigas.

Fora todo esse trabalho, as viagens atrás de fios, porcas, terminais, óleo, tivemos bons momentos de conversa, janta e confraternização. É muito bom receber os amigos, isso vale para qualquer situação, mas um amigo rodar tudo isso para vir trabalhar no final de semana por pura camaradagem não tem preço! Em muitas situações nos deparamos com adversidades e quando elas aparecem é que mais precisamos de apoio, nessas horas vale todo o apoio possível, seja de familiares ou amigos, são os amigos que aparecem nessas horas, afinal de contas, amigos são irmãos que escolhemos. E dessa vez foi muito especial, pela consideração mútua, pelo empenho mostrado e camaradagem. A amizade começou por conta do maverick, se intensificou pelo mesmo e se renova através dele, mesmo por ele estar com problemas. É tenho muito para agradecer ao meu Maveco, sem ele certamente não conheceria tantos apaixonados por este automóvel e não faria amigos, nem participaria de encontros de autos antigos, não seria integrantes de listas de discussão sobre o carro.

Vale lembrar que quando eu fui restaurar o Maverick, foi o Fontana quem veio até aqui e desmontou todo o carro para mim.

Fontana, muito obrigado mesmo, de coração, sem você eu não conseguiria, volte na primeira oportunidade que puder e espero em Agosto estar presente no encontro de autos antigos de Sarandi já rodando com o Maverick e dar uma passada lá na oficina para um check-up geral dele.

10247346_631587910261934_1740035182786883537_n

 

Um FORD abraço

 

Sabugo

Anúncios

2 pensamentos sobre “Amizade não tem preço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s