Átila Abreu vence Stock Car em Curitiba

Fora da briga pelo título, ele arriscou tudo e conquistou sua primeira vitória na temporada do Circuito Nova Schin Stock Car. Com o terceiro lugar, Daniel Serra manteve a liderança e agora tem Thiago Camilo como segundo colocado.

Rapidez no reabastecimento foi decisiva para levar Átila Abreu à vitória - Fernanda Freixosa/Vicar

Rapidez no reabastecimento foi decisiva para levar Átila Abreu à vitória – Fernanda Freixosa/Vicar

Curitiba (PR) – Átila Abreu ganhou a décima etapa do Circuito Nova Schin Stock Car, realizada na manhã deste domingo no Autódromo de Curitiba. Esta foi a primeira vitória dele na temporada e a quinta na carreira na principal e mais tradicional categoria do automobilismo brasileiro. O segundo lugar ficou com Thiago Camilo, o terceiro com Daniel Serra, o quarto com Ricardo Maurício e o quinto com Cacá Bueno. Tirando o vencedor, todos os outros quatro brigam diretamente pelo título. Daniel Serra, que chegou a Curitiba com 10 pontos de vantagem para o pentacampeão Cacá Bueno, deixa a capital do Paraná 11 na frente, agora de Thiago Camilo, o novo vice-líder.

Depois de largar na pole – sua terceira na temporada – Átila perdeu a posição para Daniel, que ficou na frente e abriu mais de dois segundos de vantagem. No entanto, na parada para reabastecimento ele voltou atrás de Átila e de Thiago. A vitória de Átila Abreu se consolidou quando ele decidiu ficar mais algumas voltas na pista antes de parar para colocar etanol no tanque do carro. Sem adversários na frente, ele acelerou o suficiente para retornar em primeiro e não deixar mais a posição.

“O mais incrível é que, sinceramente, não esperava que a vitória viesse aqui em Curitiba, pois na corrida passada (Velopark) nosso carro quase sofreu perda total e precisou ser praticamente todo refeito. Como tudo era novo, temia algum problema”, disse.

Antes da prova, Thiago Camilo ocupava o quarto lugar com 141 pontos, três a menos do que o então segundo colocado Cacá Bueno, e deixou Curitiba com a vice-liderança e 11 a menos do que Serrinha. A estratégia de não trocar pneus o levou a ganhar, nos boxes, a posição de Daniel.

“Arriscamos tudo e deu certo por pouco, mas, mais meia volta e eu ficaria sem pneu. Esse resultado foi importante demais porque as duas próximas provas são em circuitos onde a gente anda muito bem, Brasília e São Paulo. Vamos com tudo em busca do título”, disse Camilo.

Sempre comedido, Daniel Serra ficou contente com o resultado que lhe deu um ponto de vantagem a mais em relação ao segundo colocado. Mas ele sabe que até o final do campeonato muita coisa pode acontecer, principalmente com a pontuação dobrada na Corrida do Milhão, dia 15 de dezembro em Interlagos.

“Foi um bom resultado. Claro que cheguei a ter aquele gostinho de vou vencer mais uma, mas no geral foi positivo. Saio daqui com 11 pontos de vantagem para o segundo e com uma corrida a menos para acontecer. Ainda não tem nada decidido, mas é sempre bom aumentar a vantagem. Agora é pensar em Brasília, que foi uma pista em que andamos bem e podemos conquistar mais um bom resultado”, completou o filho do tricampeão Chico Serra.

Briga pelo campeonato

A disputa pelo título do Circuito Nova Schin Stock Car continua intensa, mas agora, depois do encerramento da décima rodada e faltando duas para o final da temporada, somente sete pilotos mantêm chances matemáticas de conquistar o cobiçado troféu. Como estarão em disputa 72 pontos (24 na prova de Brasília e 48 – pontuação dobrada – na Corrida do Milhão, em Interlagos).

Com 102 pontos, Marcos Gomes é o último da lista, pois pode chegar até 174 caso vença as duas e o líder e os outros que estão na frente deixem de pontuar nas duas. Além dele também estão na relação Max Wilson (117), Valdeno Brito (120), Ricardo Maurício e Cacá Bueno (160), Thiago Camilo (171) e o líder Daniel Serra, que tem 172 pontos.

Resultado da décima etapa do Circuito Nova Schin Stock Car:

1) Átila Abreu (Mobil Super Pioneer Racing), 42min22s587, média de 162,18 km/h
2) Thiago Camilo (Ipiranga-RCM), a 2s044
3) Daniel Serra (Red Bull Racing), a 6s809
4) Ricardo Maurício (Eurofarma RC), a 7s167
5) Cacá Bueno (Red Bull Racing), a 7s458
6) Sérgio Jimenez (Voxx Racing Team), a 14s059
7) Marcos Gomes (Carlos Alves Competições), a 16s199
8) Nonô Figueiredo (Mobil Super Pioneer Racing), a 18s288
9) Ricardo Zonta (BMC Racing), a 21s024
10) Valdeno Brito (Shell Racing), a 22s485
11) Rubens Barrichello (Full Time Competições), a 22s959
12) Diego Nunes (RC3 Bassani), a 24s925
13) Popó Bueno (Shell Racing), a 26s785
14) Allam Khodair (Vogel Motorsport), a 31s872
15) Rafa Matos (Hot Car Competições), a 32s608
16) Denis Navarro (Voxx Racing Team), a 33s001
17) Tuka Rocha (BMC Racing), a 34s298
18) Lico Kaesemodel (Boettger Competições), a 46s259
19) Rodrigo Sperafico (Prati-Mico’s Racing), a 48s050
20) Rodrigo Pimenta (Gramacho Competições), a 52s870
21) Vitor Genz (Gramacho Competições), a 52s930
22) Galid Osman (Ipiranga-RCM), a 57s248
23) Julio Campos (Prati-Mico’s Racing), a 1min11s715
24) Max Wilson (Eurofarma RC), a 1 volta
25) Fábio Fogaça (Vogel Motorsport), a 1 volta
26) Ricardo Sperafico (Officer ProGP), a 1 volta
27) Wellington Justino (Hot Car Competições), a 1 volta
28) Felipe Lapenna (Hanier Racing), a 7 voltas
29) Gabriel Casagrande (RC3 Bassani), a 16 voltas
30) Luciano Burti (Boettger Competições), a 19 voltas
31) David Muffato (Carlos Alves Competições), a 23 voltas
32) Alceu Feldmann (Full Time Competições), a 28 voltas

– Beto Cavaleiro e Duda Pamplona foram excluídos por atitude antidesportiva.

Melhor volta: Daniel Serra, 1min20s098, média de 166,07 km/h

Os dez primeiros no Circuito Nova Schin Stock Car
1) Daniel Serra, 172
2) Thiago Camilo, 161
3) Cacá Bueno e Ricardo Maurício, 160
5) Valdeno Brito, 120
6) Max Wilson, 117
7) Marcos Gomes, 102
8) Sérgio Gimenez, 87
9) Rubens Barrichello, 83
10) Ricardo Zonta, 82

A próxima etapa está confirmada para dia 10 de novembro no Autódromo de Brasília, na Capital Federal.

O Circuito Nova Schin Stock Car tem organização e realização da Vicar Promoções Desportivas, com supervisão da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA). A Nova Schin é o patrocinador master da principal categoria do automobilismo brasileiro, dando nome ao campeonato e traz para as pistas a parceria com o Parada Pela Vida, projeto do Ministério das Cidades, que incentiva o consumo responsável de bebida alcoólica. O evento também tem o patrocínio da Pirelli, além do copatrocínio de Shell V-Power Etanol, Bosch, Mobil Super, Pioneer e o apoio da Transzero. As montadoras são Chevrolet e Peugeot.

Mais informações no site: www.stockcar.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s