E outra vez era dia de ROCK

1307fundo

 

 

            Parece até estranho quando ouvimos alguém dizer que dia 13 de Julho se comemora o dia mundial do ROCK, bom pelo menos eu acho estranho. Muito estranho… Não o fato do ROCK ter um dia mundial para ele, afinal de contas, esse tiozão merece, ele embala geração há mais de meio século e como disse o poeta/profeta ele nunca morrerá. Ele não sai da moda, não desbota, não enjoa e não é finito.

            O fato estranho é de se comemorar, eu particularmente fico bem incomodado com isso. Como é que se comemora o dia mundial do rock? Certamente seria ouvindo esse estilo musical, mas isso eu faço todo santo dia, e geralmente o dia todo. Como então que um simples mortal como eu vou comemorar tão grandiosa data sem ter nada mais para oferecer além de seus ouvidos surrados de tantos riffs de guitarra e de tanta distorção? Eu confesso, não sei como fazer, não sei como comemorar.

Acho estranho tantas pessoas comemorarem ouvindo rock nesse dia, rock é para se ouvir todo dia. Me incomoda o fato de pessoas que são fãs do sertanejo universitário, do funk, do axé, do pagode, do samba e de outros estilos, no dia mundial do rock vestirem aquela camiseta de banda, que em 96% dos casos é preta e de uma banda que elas sequer tem um álbum e se o tem, possivelmente seja um baixado da internet ou comprado no camelô. Fico perturbado também com gente que muda a foto de seu perfil no facebook por uma de um grande astro do rock para comemorar a data de 13 de julho. E para aumentar minha indignação, semana que vem essa galera vai estar numa festinha ouvindo as músicas da moda outra vez e agitando até o chão com o pancadão, ou bebendo uma gelada batendo o pé com o modão.

Não sei por que eu me desgosto com isso, sempre foi assim né. Afinal de contas se vive muito mais de aparência do que de essência. Passado uma semana tudo vai voltar ao normal e os roqueiros de verdade continuarão suas vidas como antes, como se nada disso houvesse acontecido.

Os roqueiros de verdade estão ouvindo seus velhos discos, suas bandas preferidas, trocando o encordoamento de suas guitarras, ensaiando nas garagens, subindo em palcos, viajando a caminho de algum show. E há ainda os que vão além disso, que por amor ao velho ROCK se sujeitam a tocar em condições não propícias, contrariando o bom senso das organizações de eventos, colando em risco seus equipamentos, mas estando lá, pelo amor ao velho e bom rock. Isso sim é ser roqueiro de verdade, é ter música na alma, é ir em frente, na apenas trocar a foto por um dia e vestir aquela camiseta mofada da banda.

O roqueiro de verdade vive o rock, se esfola, se desgosta, cai, se acaba mas volta a andar! E quando isso acontece, sempre tem outro roqueiro por perto para caminhar junto e fazer uma música sobre o ocorrido, regada à distorção e riffs!

Galera do palco alternativo, verdadeiros roqueiros, essa é para vocês, que o ROCK nos fortaleça e embale nossas vidas!

 

Um Ford abraço.

 

Sabugo

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s