Quando o Roqueiro não é roqueiro…

Parece estranho o título aí em cima, parece mesmo. Mas eu posso explicar numa boa. Não é o caso da molecada (ou não) que ouve uma música do AC/DC e pensa que entende tudo de rock, nem do desavisado que vestiu uma camiseta do Iron Maiden e pensa que é roqueiro desde que nasceu…

quadro 2

Eu me refiro quando quem é roqueiro não é um roqueiro, mas sim um personagem roqueiro… Ficou embaralhado? Está bem, vamos facilitar a coisa para você então, vou dar não um exemplo, mas sim o único e verdadeiro exemplo, o mais visceral e conclusivo possível: Wood e Stock. Não, não é o festival paz e amor que rolou em agosto de 1969 (até hoje me pergunto onde é que eu estava que não compareci num evento desse…), estou falando dos personagens de histórias em quadrinhos o Wood e o Stock.

Eles foram criados pelo cartunista brasileiro Angeli (Arnaldo Angeli Filho), são dois amigos das antigas que pararam no tempo, um deles, o Wood constituiu família, mas assim como o Stock ainda vive no ritmo da década de 60.

Os anos passaram para eles, hoje já estão a ´´meio pau´´ curtiram demais, a barriga cresceu, os cabelos também (os que ficaram obviamente) ao redor da careca, mas eles estão lá.

Wood e Stock são o retrato dos roqueiros de verdade, vivem girando ao som do ROCK, de Raulzito até Hendrix, passando por Clapton, Lennon, entre outros grandes nomes do Rock. Apesar da avançada idade estão lá, firmes e fortes no desejo de montar uma banda de rock, ouvindo velhos discos e mantendo uma amizade de décadas.

Impossível não rir com as peripécias dos dois velhotes malucos que fumam orégano, seus papos cabeça, suas divagações, ver que o tempo deles é dividido entre o ócio e o rock. O cartunista impregnou muito bem a essência do roqueiro, obviamente com alguns distúrbios de brinde, alguns vícios, mas é primoroso o cuidado que Angeli tem ao se referir em Rock dentro das tirinhas, sempre com bom humor e com uma visão um tanto psicodélica da vida.

É fácil eu me pegar lendo as tirinhas de Wood e Stock ou vendo o filme deles e me perguntando se não tem muito de mim ali daqui a alguns anos… bem, isso só o tempo irá dizer…

 

Um FORD abraço.

 

Sabugo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s