Todo dia é dia de ROCK

             Todo dia é dia de rock, essa verdade aplica-se há décadas em nosso planeta e francamente espero que não seja extinta. Todo santo dia, eu ouço rock e ouço praticamente o dia todo, mesmo no trabalho. O rock é um ritmo que não cansa, não enjoa, não sai de moda, a moda é que muda, mas não se agüenta e recorre ao rock para se reinventar, a maior prova disso é que a grande parte das rádios comerciais desse país insistem em tocar o som da moda: sertanejo universitário, acontece que, se tu prestar atenção em comerciais, a música de fundo é ROCK! Ele nunca saiu da moda!

            Mas o meu assunto vai além dos comerciais da tv, é muito mais intrínseco! É no ar que se respira que o rock está. Mesmo ouvindo ele durante todos os dias da semana, praticamente o dia todo, chega a sexta-feira e vamos para a rádio fazer nosso programa semanal de três horas de duração para tocar esse som fenomenal, cosmopolita, único e insuperável. E lá dentro do estúdio, com as caixas de retorno no ´´gás´´ (ou seja, caro leitor: NO TALO) esquecemos os perrengues mundanos e em sublime êxtase viajamos no som, bebemos nas fontes puras de um blues para nos abastecermos da essência do rock n´ roll, e embalados por riffs poderosos nosso coração bate em paz. Sorrimos com o solo, cantamos com o Celso: aumenta que isso aí é rock n´roll. Imaginamos o próximo som a ser tocado… e confesso, só baixamos o volume do estúdio quando toca o telefone para atender o ouvinte.

Não importa se esperamos a semana toda para isso, nem se no sábado a gente tem que levar as 06:30 para trampar depois de ter que fechar a rádio a 00:00 e levar mais meia hora até chegar em casa. O rock alivia a barra e recompensa, recompensa muito. Quantos amigos fizemos através dele nem ouso comentar pelo fato de serem vários, quantas horas de alegria também não comentarei porque foram inúmeras. Acho que o mundo sem rock n´roll seria um erro. Há tantos episódios nesse tempo em que vivemos nessa rotina que esse texto se tornaria um livro.

Mas dentre todos, os que mais me fazem ir em frente é quando recebemos visitas nos programas de bandas sejam elas de garagem ou não, como ocorreu em uma dessas sextas-feiras. A juventude empunhando guitarras, ou mesmo violões para tocarem o som que há tanto tempo embala sonhos, ideais, histórias e vidas, e mais ainda, apresentando repertório próprio, dando sua contribuição para a seqüência do rock no universo.

Não sei até quando vamos, espero que seja por muito tempo e que possamos chegar longe sempre acompanhados pelo rock, espero que nosso programa tenha vida longa também, e que a chama do rock não se apague nessas bandas que tocam de bar em bar, de noite a noite, de festa em festa, entre estúdios, estádios, casas noturnas, palcos, festivais o rock nosso de cada dia!

 

Um ford abraço

 

Sabugo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s